Categorias
Cirurgia Plástica

Manchas Roxas após cirurgia: como cuidar?

Uma intervenção cirúrgica costuma trazer bons resultados estéticos, mas nem sempre eles são imediatos. É comum que pacientes se queixem de manchas roxas após cirurgia plástica, que costumam se manifestar por meio de hematomas na pele durante o período pós-operatório.

Geralmente, essas manchas roxas após cirurgia tendem a desaparecer sozinhos depois de um tempo. Mas, em alguns casos, eles merecem um pouco mais de atenção e de uma avaliação detalhada do cirurgião responsável para a garantia de uma boa recuperação.

Por que surgem roxos após a cirurgia plástica?

Os roxos após cirurgia costumam surgir no pós-operatório de procedimentos como a rinoplastia, lipoaspiração e abdominoplastia.

Eles acontecem por conta do trauma mecânico feito por incisões e cortes na pele que esses tipos de cirurgia demandam. Esse tipo de intervenção na pele pode romper os vasos sanguíneos, provocando hematomas ou equimoses.

É comum que esses roxos após cirurgia desapareçam entre uma e três semanas, período em que eles vão apresentando uma mudança de coloração que vai do roxo para o amarelo-esverdeado.

Geralmente, o paciente não precisa buscar orientação médica para lidar com esses roxos após cirurgia, mas, caso note alguma anormalidade, é importante entrar em contato com o responsável pelo procedimento.

Diferenças entre hematoma e equimose

Existem dois nomes para os roxos após cirurgia: a equimose e o hematoma. Conheça um pouco sobre a diferença entre os dois.

  • Equimose: mais utilizado por médicos, este termo indica a presença de manchas arroxeadas pela pele. A equimose acontece quando o vaso sanguíneo se rompe e causa uma pequena hemorragia no local, conferindo uma coloração escura que se manifesta em manchas irregulares e sem elevações;
  • Hematoma: o nome mais comum entre pacientes, também acontece quando os vasos sanguíneos se rompem, mas, nesse caso, o acúmulo de sangue no local provoca uma pequena elevação, causando um incômodo maior.

Como cuidar dos roxos após cirurgia plástica

Para contar com um bom pós-operatório, sempre busque orientação do profissional que acompanhou a cirurgia. Em alguns casos, esse médico poderá orientar o paciente quanto a alguns procedimentos simples para amenizar os roxos após cirurgia plástica. Os principais são:

  • Drenagem linfática: esse tipo de procedimento estético é fundamental para eliminar o inchaço da área com os roxos após cirurgia e melhorar a circulação sanguínea. Dependendo da orientação médica, a drenagem poderá ser feita tanto manualmente quanto com o uso de aparelhos, sempre seguindo o número de sessões indicadas pelo médico;
  • Evitar sal e farinha branca: esses alimentos são inflamatórios e fazem parte do processo de retenção de líquido, algo que pacientes com roxos após cirurgia procuram evitar;
  • Aplicar compressas frias: combinar as baixas temperaturas com o fluxo sanguíneo do local faz com que os roxos após cirurgia diminuam, principalmente se a técnica for utilizada nos primeiros dias após a cirurgia;
  • Uso de cremes: o médico responsável pelo procedimento estético poderá indicar o uso de alguns cremes que podem melhorar o aspecto dos roxos após cirurgia;
  • Descanso: o mais importante procedimento para cuidar dos roxos após cirurgia é o repouso e a paciência. Com o tempo, essas manchas arroxeadas desaparecerão.

Seguir as recomendações médicas saber quais são os alimentos que se devem ou não consumir antes e depois da cirugia e esclarecer todas as dúvidas na consulta de pós-operatório também é uma medida importante para evitar os roxos após cirurgia e uma boa recuperação.