Ácido Fólico: Para que serve?


alimentos que contém ácido fólico( vitamina b9)

O ácido fólico é um nutriente que pertence ao complexo B, mais especificamente a vitamina B9, essa vitamina é importantíssima para a manutenção da sua saúde, sendo essencial para a síntese do ácido nuclêico, que ocorre em todas as células,responsável pela síntese do DNA, crescimento celular, formuação de proteínas estruturais e hemoglobina.

Existem dois tipos de ácidos nucleicos: ácido desoxirribonucleico (DNA) e ácido ribonucleico (RNA).
O nosso corpo não é capaz de armazenar ácido fólico, por isso, precisamos obtê-lo todos os dias para garantir que temos o suficiente para as necessidades do organismo.

Qual a importancia do ácido fólico?

De acordo com os especialistas, o ácido fólico (vitamina B9) é vital para uma série de funções, sendo os principais benefícios da sua ingestão:

  • Síntese e reparação do DNA e RNA;
  • Desenvolvimento fetal;
  • Formação do tubo neural;
  • Aumento da disposição;
  • Melhora no sistema imunológico;
  • Auxílio nos processos de divisão e crescimento celular;
  • Produção de glóbulos vermelhos saudáveis;
  • Melhora da memória e da saúde cerebral;
  • Retardamento da perda de audição relacionada à idade;
  • Melhora da saúde do coração.

Os especialistas dizem que a ingestão do ácido fólico é de extrema importância para as mulheres que estão grávidas, pois previne que ocorra à má-formação no tubo neural (cérebro, crânio e coluna vertebral). O tubo neural do bebê começa a se desenvolver logo nas primeiras semanas de gestação, sendo assim, ás vezes a mulher nem mesmo sabe que está grávida.

Por isso, é imprescindível que todas as mulheres comecem uma suplementação de ácido fólico assim que iniciarem os planos para engravidar. A deformação no tubo neural do bebê podem levar a sérios problemas físicos, mentais e comportamentais.

Quais alimentos são ricos em ácido fólico?

Os vegetais escuros são sempre lembrados e indicados para a obtenção de ácido fólico. Veja a seguir alguns dos alimentos que são ricos desse nutriente:

  • Aspargos;
  • Brócolis;
  • Feijão;
  • Cogumelos;
  • Couve;
  • Repolho;
  • Couve-flor;
  • Gema do ovo;
  • Lentilhas;
  • Alface;
  • Tomate;
  • Pão Integral de trigo;
  • Fígado de vaca (mulheres grávidas não devem consumir fígado, confira a dieta ideal para gestantes);
  • Laranjas;
  • Mangas;
  • Ervilhas;
  • Espinafre;
  • Sementes de girassol.

Ácido fólico na gravidez:

Se você não obter as quantidades necessárias de ácido fólico você pode ter anemia. O ácido fólico ou vitamina B9 tem um papel importante na produção e manutenção dos glóbulos vermelhos. Se os níveis de glóbulos vermelhos estiverem abaixo do normal, o corpo terá dificuldade para fazer o transporte de oxigênio para os sistemas do organismo como um todo.

Essa condição pode ocorrer em pessoas que necessitam maiores quantidades de ácido fólico (gestantes e lactantes) ou em indivíduos com determinados problemas de saúde. Vale ressaltar que alguns medicamentos, como os utilizados no tratamento da artrite, câncer e convulsões, podem aumentar o risco de anemia por deficiência de ácido fólico.

Sinais e sintomas de deficiência de ácido fólico:

  • Fadiga;
  • Dor de cabeça;
  • Feridas em torno da boca;
  • Problemas de memória;
  • Irritabilidade;
  • Perda do apetite;
  • Perda de peso.

Além da anemia e dos defeitos no tubo neural do bebê (em caso de gravidez), a deficiência de ácido fólico também pode resultar em:

  • Maior risco de ataques cardíacos;
  • Maior risco de acidentes vasculares cerebrais (AVC);
  • Maior risco de alguns tipos de câncer;
  • Uma queda considerável na contagem de espermatozoides masculinos, causando possíveis problemas de fertilidade;
  • Maior risco de depressão;
  • Diminuição da capacidade mental/cerebral;
  • Maior risco de desenvolver doenças alérgicas.

Como tomar ácido fólico?

Todos nós precisamos obter quantidades diárias de ácido fólico, isso é facilmente possível se tivermos uma alimentação saudável e equilibrada. No entanto, todas as mulheres em idade fértil deveriam fazer a suplementação desse nutriente, não somente aquelas que planejam engravidar, pois como acontece às vezes, a gravidez pode pegá-las de surpresa.

De acordo com uma organização americana chamada March of Dimes, a deficiência de ácido fólico na gravidez aumenta e muito o risco de nascimentos prematuros, defeitos congênitos e mortalidade infantil.

O ideal é que as mulheres comecem tomar os suplementos de ácido fólico antes de engravidar e continuem por pelo menos 5 semanas após a concepção. Normalmente, os médicos aconselham as mulheres a obter 0,4 mg de ácido fólico por dia.

Na maioria dos casos a alimentação será suficiente para lhe fornecer o que você precisa. No entanto, se você é mulher, leve mais a sério essa questão, principalmente se você é ativa sexualmente e está planejando engravidar, confira os principais cuidados durante a gravidez.

Deixe um comentário