É normal sentir dor depois da cirurgia de hérnia?

Fazer uma cirurgia da hérnia é motivo de alívio para as pessoas com essa condição. Afinal, foram meses — e até anos — lidando com o desconforto do nódulo, vermelhidão, dor ao tossir ou espirrar, entre outros sintomas comuns da hérnia. No entanto, o que fazer quando ocorre a dor depois da cirurgia de hérnia?

Esse quadro certamente não é o esperado pelos pacientes, porém pode acontecer com qualquer pessoa que se submeta ao procedimento. A dor depois da cirurgia de hérnia deve ser tratada com seriedade pelo paciente para evitar o agravamento do quadro. Saiba mais sobre o assunto a seguir.

Quais fatores geram a dor depois da cirurgia de hérnia?

Existem alguns aspectos que podem fazer com que uma pessoa seja mais predisposta a sentir dor após a hernioplastia do que outras. Os principais fatores que aumentam essa probabilidade são:

  • Idade;
  • Tosse em excesso;
  • Hérnia recorrente (ou recidiva de hérnia);
  • Dor muito forte logo após a finalização da cirurgia.

Por que eu posso sentir essa dor?

Para explicar como a dor depois da cirurgia de hérnia acontece é preciso esclarecer como funcionam as técnicas cirúrgicas utilizadas no tratamento. O médico especialista em hérnia — profissional mais indicado para tratar a condição — escolherá entre as técnicas aberta, laparoscópica e robótica qual oferecerá o melhor resultado, considerando os cuidados pós-operatórios e a individualidade biológica de cada paciente.

Com a técnica definida, o profissional fará uma incisão ou pequenos cortes (caso utilize a via laparoscópica ou robótica) para realocar o órgão que saiu pelo orifício herniário e reforçar a musculatura que sofreu o afrouxamento. Para isso, o médico utilizará uma tela de polipropileno para reforçar a região.

É este material que pode desencadear a dor após a hernioplastia. Isso porque a tela de polipropileno é um material estranho ao organismo, logo, ele pode reagir de uma maneira defensiva e tentar eliminá-lo do corpo. Como isso não é possível, a região ficará inflamada e irritada, gerando a dor depois da cirurgia de hérnia.

Também é possível que a pessoa sinta esse desconforto por conta do atrito entre a tela de polipropileno e os músculos ou nervos. Para saber a causa correta da dor, é fundamental visitar um médico especialista em hérnia de confiança assim que o desconforto surgir.

O que acontece se a dor piorar?

As dores que duram mais do que 3 meses podem se tornar um caso de dor crônica. Quando isso acontece a dor é ainda mais forte, podendo ser incapacitante e diminuindo consideravelmente a qualidade de vida do indivíduo.

Infelizmente, não é possível prevenir a dor crônica. Por outro lado, o que a pessoa pode fazer é ficar atenta aos sinais do corpo e buscar o auxílio médico assim que a primeira dor aparecer. O diagnóstico precoce — seja da dor após a hernioplastia ou da dor crônica — é um fator decisivo na definição de um tratamento ágil e eficiente. Estima-se que a dor depois da cirurgia de hérnia pode aparecer em até 30% dos casos. Para não fazer parte desta estatística, é preciso manter os cuidados pós-operatórios e deixar o médico especialista em hérnia informado sobre qualquer desconforto decorrente da operação.